• Início
  • GridTalk
  • Planejando grandes projetos? Conhecer seus ativos é fundamental

Planejando grandes projetos? Conhecer seus ativos é fundamental

Back to Top

System VI

Está pensando em embarcar em um grande projeto? Começar um projeto grande e complexo pode ser intimidante, mas, ao mesmo tempo, incrivelmente emocionante. Isso é especialmente verdadeiro quando o resultado, no final das contas, apresenta uma rede mais confiável. À medida que mais clientes se preparam para prosseguir com projetos de resiliência de rede em larga escala, a questão sobre a utilização e integração de equipamentos e ativos existentes entra em jogo.

Ao considerar projetos de áreas industriais subutilizadas, um entendimento sólido sobre a infraestrutura instalada deve ser o verdadeiro ponto de partida. Quais comunicações existem? Os equipamentos existentes são manuais ou automatizados? Trabalhar com essas questões, muitas vezes por meio de inspeção física, ajudará a identificar ativos que podem ser aproveitados ou, inversamente, ativos que precisam ser atualizados ou substituídos para um funcionamento perfeito com equipamentos modernos.

Embora concessionárias de serviços públicos, bases militares, universidades, data centers e complexos comerciais e industriais geralmente controlem seu estoque elétrico, eles geralmente descobrem que as informações estão desatualizadas. Começar esse processo antes do início de um novo projeto pode ser fundamental para evitar gastos desnecessários. Conhecer e entender sobre os equipamentos e recursos existentes oferece uma perspectiva financeira mais abrangente, ajudando assim a reduzir potencialmente os custos e os atrasos de projeto, e a necessidade de verificação de campo, eliminando as suposições de planejamento do projeto.

Mesmo com uma compreensão sólida sobre os ativos existentes, um cliente pode não perceber que esses ativos são subutilizados em sua aplicação atual. Por exemplo, a S&C utilizou uma infraestrutura elétrica previamente estabelecida e reaproveitou os equipamentos de geração, fazendo-os funcionar harmoniosamente com os equipamentos modernos de geração, manobra e proteção. Isso reforçou que as organizações podem aproveitar os ativos existentes e não precisam necessariamente começar do zero.

Gostaria de saber sua opinião sobre esse assunto na seção de Comentários abaixo.

Especialista

Emily LeJeune

Data de Publicação

junho 26, 2020