Abraçar a diversidade significa fazer o trabalho difícil

Back to Top

Diversidade racial

Na semana passada, vimos comunidades de todo o mundo repletas de respostas sobre a morte de George Floyd. Enquanto placas e gritos clamam por justiça para George, é comovente saber que isso é muito mais do que um incidente isolado. Não apenas as mortes de Ahmaud Arbery e Breonna Taylor ocorreram poucos meses antes, mas essas vítimas personificam os preconceitos raciais que as comunidades marginalizadas enfrentam todos os dias.

Sim, esses protestos são uma luta por justiça para George Floyd e muitas vítimas que vieram antes dele, mas também são uma luta contínua contra uma história de preconceito e racismo sistêmico.

Olhando para a nossa força de trabalho diversificada da S&C, estou certo de que os eventos recentes chegaram às casas de muitos membros da nossa equipe e são um lembrete das injustiças que eles também sofreram. Apesar de todos nós compartilharmos o mesmo local de trabalho, sei que nem todos compartilhamos as mesmas experiências – e que essas experiências podem ser totalmente diferentes umas das outras.

Mais de 290 condados dos EUA consistem de tantas raças que não há mais maioria e minoria. Na S&C, nós nos esforçamos para ter uma força de trabalho que reflita com precisão a diversidade do mundo em que vivemos e acreditamos que a diversidade traz melhores ideias e constrói equipes mais fortes. Embora sejamos intencionais quanto à diversidade quando contratamos, é ainda mais importante garantir que essa diversidade que cultivamos funcione para quebrar preconceitos e para promover o entendimento.

Frequentemente, falamos sobre “celebrar a diversidade”, comemorando as coisas mais felizes e fáceis. Fazemos isso todos os anos na S&C com comemorações como o Diwali com os membros da nossa equipe indiana, o Mês da História Negra e o PRIDE (“orgulho” em inglês) com os membros da nossa equipe LGBTQ. Embora esses eventos ajudem a eliminar barreiras e aumentar a conscientização, não podemos fugir de coisas que são mais difíceis, como as injustiças raciais que persistem nos dias de hoje.

Abraçar verdadeiramente a diversidade é trabalhoso. Significa ter conversas difíceis, tristes ou estranhas. Às vezes, significa falar; outras vezes, ouvir. Às vezes significa educar a si mesmo e, outras vezes, significa educar os outros. Ou pode significar o começo do reconhecimento de que existem realidades injustas neste mundo, mesmo que não sejam a sua realidade pessoal. Qualquer que seja esse trabalho, na S&C defendemos o respeito por todas as pessoas, e isso significa defender a igualdade e a justiça.

Especialista

Aurelie Richard

Data de Publicação

junho 3, 2020