Os desafios de alcançar a energia 100% renovável

Back to Top

Parque eólico

Ultimamente, tem-se discutido muito a busca pela energia 100% renovável. Alcançar esse objetivo já está começando a acontecer, embora apenas por curtos períodos. De acordo com informações, Portugal ficou quatro dias consecutivos operando em energia totalmente renovável. E durante algumas horas em 8 de maio, na Alemanha, usinas solares, eólicas, hidroelétricas e de biomassa geraram aproximadamente 95% dos 63 GW de eletricidade que os clientes estavam consumindo.

Embora esses exemplos ilustrem progresso, também estamos começando a ver o impacto da geração extraída quase totalmente de recursos renováveis. Quando a Alemanha atingiu um nível elevado de recursos renováveis, foi preciso pagar para seus clientes comerciais consumirem eletricidade. E no Havaí, o único estado até hoje com um mandado para alcançar energia 100% renovável, a conversa mudou para redução, já que o excesso de energia eólica e solar tem levado as instalações de recurso renovável a diminuir sua geração para equilibrar a carga.

Enquanto as concessionárias podem, de certa forma, prever as cargas dos clientes, elas não podem controlá-las. Além disso, a geração de pico de energia renovável não ocorre necessariamente ao mesmo tempo que as cargas de pico. Frequentemente, os picos de geração de energia eólica ocorrem durante a noite, quando as cargas dos clientes são baixas. Os picos de geração de energia solar ocorrem no meio do dia, quando muitos clientes residenciais estão no trabalho, e então ela diminui conforme o sol se põe e os clientes retornam para casa e ligam seus televisores e ares-condicionados.

Equilibrar as cargas de clientes com volumes crescentes de energia renovável tem sido um desafio bem conhecido para as concessionárias. A crescente penetração de PV residencial está complicando ainda mais os problemas. Em Maui, o desenvolvedor de parques eólicos First Wind não esperava o nível de redução enfrentado por seu projeto. Em parte, o nível de redução foi causado por clientes individuais que instalaram sistemas PV em suas residências em tal grau que eles mudaram o equilíbrio entre a geração tradicional da concessionária e a geração de recursos renováveis na ilha.

Por isso, mesmo que as concessionárias e desenvolvedores de energia renovável gostem de planejar quanta geração de recursos renováveis é produzida e onde ela é colocada, a queda contínua de preços em instalações solares está resultando em clientes individuais se tornando um fator nesse cálculo. E devido à geração de PV residencial geralmente não poder ser reduzida, o impacto dessas instalações começará a afetar a geração de recursos renováveis em grande escala, a qual pode ser reduzida.

Embora a redução de energia renovável em uma rede ilhada possa não ser aplicável ao restante da rede de energia dos EUA hoje, a penetração contínua de usinas eólicas e solares de grande escala, combinada com a queda estável nos preços de sistemas PV residenciais, podem tornar isso um fator em muitas partes do mundo em apenas alguns anos. Se devemos incentivar o crescimento contínuo de instalações de energia renovável na concessionária, comunidade e níveis residenciais, devemos buscar tecnologias, como armazenamento de energia em bateria, para atuarem como buffers entre nosso uso da eletricidade e a variabilidade da geração de recursos renováveis.

Gostaria de saber sua opinião sobre essas questões. Você concorda?

Especialista

Erik Svanholm

Data de Publicação

junho 1, 2016